Número total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Capítulo 13*

Capítulo 13*
(Mariana)

Mariana – Sim, estou…
Depois sussurrei a Harry – Vou ligar à Eleanor! Fica aqui!
Harry – Está bem! Despacha-te.
Dirigi-me à cozinha e liguei para a Eleanor.

#Chamada on#
Eleanor – Sim?~
Mariana – Estou? Eleanor? É a Mariana!
Eleanor – Ah, olá Mariana! Que se passa?
Mariana – Tens que vir para cá e depressa!
Eleanor – Porquê? O que foi!
Mariana – Não te posso dizer por telemóvel! Anda rápido!
Eleanor – Okayy, estou a ir para aí!
#Chamada off#~

Voltei para a sala.
Louis (dirigindo-se a Zayn) – Desculpa meu. A maneira como eu falei para ti foi horrível. Mas, quando é alguma coisa que tenha a ver com as minhas irmãs…
Zayn – Sim, eu percebo …
Louis – Será que me consegues perdoar?
Zayn – Claro que sim. Isso nem se pergunta!
Charlotte saiu da sala a correr lavada em lágrimas.
Louis – Charlotte?!
Mariana – Deixa estar, eu vou lá. Acho que sei o que se passa.
Subi as escadas e dirigi-me ao quarto de Charlotte. Charlotte estava deitada na cama, agarrada a uma almofada, a chorar. Sentei-me ao pé dela. Ela pousou a cabeça nas minhas pernas. Começei a fazer-lhe longas festas no seu longo cabelo loiro.
Charlotte – Não é justo!
Mariana – Vais ver que tudo se vai resolver.
Charlotte – Nºão, não vai! Não sabes como ele é! Quando mete uma coisa na cabeça, não a tira! Não desiste!
Mariana – Charlotte, vai tudo correr bem, acredita em mim! E se eu falasse com ele?
Charlotte – O quê?! Não!
Mariana – Pronto, está bem! Mas sabes que mais cedo ou mais tarde, terão de contar a verdade!
Charlotte – Então, acho que prefiro que seja mais tarde…
Mariana – Já venho! Ficas bem?
Charlotte – Okay! Claro que fico.
Dei um beijo na testa de Charlotte e depois sai. Antes de sair, admirei-a uma vez mais. Como me doía vê-la sofrer e não poder fazer nada. Fechei a porta e desci as escadas. Já conseguia ouvir as vozes de Zayn e Louis. Ainda no mesmo assunto?!
Louis (dirigindo-se a mim) – Como é que ela está?
Mariana – Como é que achas?
Louis sentou-se no sofá. Estava tão mal e isso notava-se a milhas.
Louis – Eu sou um péssimo irmão…
Eleanor entretanto tinha chegado.
Eleanor – Não és nada! Preocupas-te com ela!
Ouvi uma porta a bater e fui lá acima ver o que se passava. Abri a porta, mas Charlotte não estava lá. Fazia corrente por causa do vento. Vento?! Olhei para a janela, estava aberta… Óhh, não!
Corri escadas abaixo.
Harry – O que se passa?
Mariana – A Charlotte, a Charlotte,… A Charlotte fugiu…

#Mariana

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Namoradoo :$

Bem, só para veres que eu não tenho medo nem vergonha de dizer que te amo, a quem quer que seja (: És mesmo muito importante e sem ti, não sei o que seria +.+
Amo-te mais que tudo e todos :$
[Agora tenho 7 rapazes na minha vida 'o' (1D, paii e namoradooo)]
És perfeito, sabias ? *o*
Amo-tee +.+
Nuno Rodrigues <3

Capítulo 12*

(Harry)
(…)
Uma lágrima escorreu pela cara de Mariana.
Harry – Voltas, não voltas? (Quebrei o abraço).
Mariana – Harry, eu… Não sei quando vou voltar… Vou voltar, sim, mas acho que até lá, vai demorar um longo tempo e eu não me imagino sem vocês… Tanto tempo sem vos ver… (outra lágrima escorreu pela sua cara).
Limpei-lhe as lágrimas e levantei-lhe a cabeça. Fixei-me na perfeição dos seu olhar…
Harry – Hey, vai ficar tudo bem! Ninguém nos vai separar! Eu farei de tudo para te ver, aliás,… NÓS faremos de tudo para te vermos. Nem que tenhamos que ir a Portugal! (Sorri-lhe)
Ela retribuiu-me o sorriso e começámos na brincadeira.
Mariana - Vocês em Portugal?! Só se derem um concerto, senão fico chateada! (Fingiu que amuou).
Harry – Oh, pronto. A minha bébé vai ficar amuada é? (Abracei-a)
Mariana não aguentou e começou-se a rir.
Harry – Mas olha que até era uma boa ideia !
Começámos a ouvir uma discussão e as vozes que mais se realçavam era a de Louis, Charlotte e Zayn. Que se passaria?

(Mariana)

Fomos a correr para dentro. Louis e Zayn, estavam a discutir. Charlotte estava a chorar e a pedir para Louis parar. Estava a defender Zayn…
Mariana – Oh, não!
Harry – O que foi?! O que se passa?
Meti-me no meio deles.
Mariana – hey, hey! O que se passou?
Louis – Porque não lhe perguntas antes a ele? Pode ser que pelo menos a ti admita!
Zayn – Nós não estávamos a fazer nada de mal! Não se passou nada!
Louis (exaltado) – Mas tu pensas que eu sou burro?
Charlotte – Louis! Pára. Pára com isso!
Louis – Nada?! Então estavam no quarto a fazer o quê?
Eles estavam no quarto?!
Mariana – Pára com isso, Louis! Olha a tua irmã! Eu pedi-lhes para eles me fazerem um favor!
Louis – Não os tentes defender!
Charlotte – Já chega! Não se passou nada, para de inventar!
Mariana – Tu viste alguma coisa? (Dirigi-me a Louis).
Louis – Não, mas se eu não tivesse chegado naquele momento veria!
Percebi que Louis, não vira nada, então tentei ajudá-los. Não queria mentir a Louis, mas não podia permitir que ficassem chateados.
Mariana – Tu não poderias ver nada, porque eles estavam simplesmente a tratar do meu voo.
Louis (dirigindo-se a Charlotte) – É verdade? Vocês estavam só a tratar do voo?
Charlotte – Sim, é!
Louis – Então porque não me disseram logo, se fosse só por causa do voo teriam-me dito…
Mariana- Pronto, fomos apanhados… Acho que é melhor contar a verdade… O meu voo foi adiado 2 dias. O Zayn e a Charlotte estavam apenas a tratar das coisas para a festa surpresa, que eu ia preparar.
Louis – Estás a dizer a verdade?
Mariana – Sim, estou…

O que estão a achar da fic? estão a gostar ou nem por isso ? :$ Continuo ou não continuo ? :|
Mariiana*

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Capítulo 11*

(…)
(Mariana)

 A outra mão deixou-a na minha cintura, puxava-me para mais perto dele e…
Beijou-me. Era como se o tempo tivesse parado e apenas nós dois ali estivéssemos, como se não existisse mais ninguém no Mundo. Queria afastá-lo, pedir-lhe para parar, mas não era isso que eu queria. Tentava afastá-lo com as mãos mas só o conseguia puxar ainda mais para mim. Ele quebrou o beijo.
Harry – Ahh….ah… bem é melhor voltarmos para dentro!
O quê?! Beijou-me e depois mudou logo de conversa, sem me dar uma única explicação e aquilo tinha-me doido bastante, lá dentro…
Mariana – O quê?!
Harry – O que se pas…
Mariana – É melhor irmos para dentro…
Harry – Mas…
Dirigi-me logo para a porta, uma lágrima escorreu-me mas logo a limpei para que Harry não notasse. Já estavam todos na sala.
Zayn – Vas’ Happenin’? (Disse isto, para nos tentar animar e deu resultado, pois todos nos rimos).
(…)
Estávamos todos na sala à noite. Até que Harry se aproxima de mim.
Harry – Podemos falar?´
Mariana – Hum Hum!
Ele pegou-me pela mão e conduziu-me ao jardim, onde tudo tinha acontecido…
Harry – Toma! (disse isto dando-me um relógio para meter ao pescoço)
Mariana – Óhh, Harry! É lindo! (Abracei-o) Obrigada.
Harry – Ah, eu queria falar contigo sobre o que se passou hoje de manhã…
Mariana – Não te preocupes. Não foi nada. Eu esqueço isso, na boa!

Não sei se conseguiria esquecer, mas tinha que tentar… Pelo Harry… Não queria estragar a nossa amizade. Ele era mesmo muito importante para mim. Não podia simplesmente, correr o risco de o perder. Preferia continuar com todos aqueles mimos que ele me dá como amigo do que não ter nada… Mas porque é que ele me beijou?!
*Pára de pensar nisso Mariana! Pára! Já não importa! Já passou… Mas aqueles lábios a tocarem nos meus… Pára Mariana! Já chega!* - Dizia-o a mim mesma na minha mente. Estava perdida nos meus pensamentos e não percebi o que ele disse a seguir…

(Harry)
Mariana – Não te preocupes! Não foi nada. Eu esqueço isso, na boa.
Harry(baixo) – Mas eu não quero que esqueças :$
Mariana – Ahn?! Diz! Desculpa, não ouvi…
Harry – Ah, nada! Esquece…
Tinha perdido a coragem.
Mariana – Tens a certeza?
Harry – Sim.
Abracei-a. Ela ainda nem se tinha ido embora e eu já sentia a falta dela.

Mariana – Vou sentir tanto a tua falta! De todos vocês…. Dos rapazes, da Charlotte, da Eleanor, da Danielle, das pequenas…
Harry – Nós também vamos sentir muito a tua falta…! Mas voltas.
Uma lágrima escorreu pela cara de Mariana.
Harry – Voltas, não voltas? (Quebrei o abraço).
Mariana – Harry, eu…

P.S.: O que acham que irá acontecer?! Irá Mariana, voltar para Portugal tão cedo ou irá cometer alguma loucura? No próximo capítulo alguém vai sair bastante magoado/a… E não é so psicologicamente… Espero que tenham gostado. Sei que está pequeno, mas amanhã compenso-vos! ♥ Obrigada por tudo :)
#Mariana

Capítulo 10*


 (Mariana)

 (…)
Estava-me a sentir estranha. Estou a ver qualquer coisa… alguém estava na cama, muito doente. Entrei no quarto e os meus pais estavam a chorar, ao lado da cama. Não conseguia olhar, para ver quem era a pessoa que estava na cama. Quando finalmente ganhei coragem para observar…
Mariana – Não! Não! Por favor!

(Charlotte)
Acordei sobressaltada, com alguém a gritar: Mariana! Levantei-me e fui a correr para a beira dela. Os rapazes não tardaram a entrar pelo quarto adentro.
Louis – Que se passa?
Harry começou a dar suaves palmadas para a acordar, enquanto que eu a abanava fortemente.
Mariana acordou.

(Mariana)
Acordei. Tinha sido só um sonho. Um sonho, não! Um pesadelo. Harry estava ali sentado a meu lado com Charlotte. Os outros rapazes continuavam em pé. Olhei para Harry e comecei a chorar desalmadamente. Harry abraçou-me.
Harry – Então? (Quebrou o abraço, mas não quebrou a ligação. Agarrou a minha mão e fazia-lhe longas festas com os seus dedos.)
Mariana – Eu tive um sonho… ou melhor, um pesadelo! Com … a minha irmã.
Niall – Com a tua irmã? Tens a certeza?
Mariana – Sim, com a minha irmã.
Zayn – A tua irmã está no orfanato ou foi adotada?
Mariana – Nem uma coisa nem outra.
Liam – Ela… Ela morreu?
Mariana – O quê?! Não! Eu tenho que vos contar uma coisa… No meu sonho a minha irmã estava doente. Muito doente, a chamar por mim… A verdade é que eu não fugi de um orfanato. Eu fugi de casa. Eu vivo com os meus pais e com a minha irmã, em Portugal…
Harry soltou-me a mão. Levantou-se e ficou em pé, sem dizer uma única palavra.
Louis – Então e agora?
Charlotte – O que vais fazer?
Mariana – Eu acho que vou voltar para Portugal. É o melhor. A minha família está a sofrer e não era isso que eu queria. Nunca foi. Tenho que fazer o mais acertado.
Harry deu um murro na secretária e saiu porta fora, disparado.
Mariana – Harry! (Gritei, indo atras dele).Não fujas! Desculpa ir-me assim embora, mas o que querias que eu fizesse? O que farias se fosse contigo?! (O meu choro era cada vez mais compulsivo).
Harry – Sei lá. Mas também porque é que vieste?! Mais valia teres lá ficado!
Aquelas palavras tinham doido, ferido o meu coração, como se por ele tivessem passado flechas. Não queria acreditar que ele tinha mesmo dito aquilo…
Harry virou-se e correu a abraçar-me.
Harry – Desculpa, desculpa! Que estupido! Isto deve estar a ser horroroso para ti e eu devia estar a apoiar-te e não a meter-te mais em baixo. Só estou a fazer com que tu sofras mais! Desculpa! Quando te vais embora?
Mariana – Não sei! Ainda tenho que comprar bilhete… e avisar os meus pais que vou voltar, que é para eles não sofrerem mais…
Harry – Então, vamos aproveitar o tempo o melhor possível. Não sei o que hei-de ser sem ti. A falta que me vais fazer…
Mariana – Vou ter saudades tuas! Dos rapazes, de Charlotte, da Eleanor, da Danielle, de toda a gente!
Harry sorriu-me e do nada, chegou-me para perto dele. Aquilo lembrou-me do que se passara há 2 noites atrás…’’Estivemos a ver filmes até tarde, de terror… Num fiquei assustada e cheguei mesmo a dar um salto. Todos se riram, como era obvio. Incluindo Harry. Continuámos a ver o filme. Harry pos o seu braço à volta do meu pescoço e chegou-me para perto dele. Pousei a cabeça no seu ombro e acabei por adormecer…’’As suas mãos pousaram no meu rosto corado. A mão dele fez-me uma festa na minha bochecha e depois, agarrou-me o pescoço. A outra mão deixou-a na minha cintura e puxava-me para mais perto dele e…

P.S.: O que acham que vai acontecer? Espero que estejam a gostar *-*
#Mariana

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Capítulo 9*


 (Mariana) Mariana – Zayn, aquilo que eu tenho que falar contigo é muito importante!
Zayn – Sobre o quê?
Mariana – Penso que deves imaginar…
Zayn – Charlotte?
Acenei-lhe que sim com a cabeça.
Mariana – Eu sei que não me devia meter e que não sou ninguém para o fazer, mas ela está a sofrer. A Charlotte é mesmo muito importante para mim, tal como tu. Eu sei o que se passou hoje À tarde. Para ela, aquilo não foi indiferente. Não sei se para ti o foi, mas também não preciso de saber. Só te peço que não a magoes…
Zayn – O quê? Claro que para mim aquilo não foi indiferente! Eu não sei o que se anda a passar comigo. Mas eu não estou apaixonado por ela… Não posso… Mas, nunca me senti assim antes. Se estou ao lado dela, tenho medo de fazer figura de parvo, quando um rapaz lhe começa a olhar ou começa a falar com ela, só me apetece … (Zayn, não conseguiu falar mais, estava mesmo triste)
Mariana – Então porque é que a afastas?
Zayn – Porque… o Louis, jamais o permitiria!
Mariana – Permitiria o quê?!
Zayn – Então o que?! O nosso namoro!
Mariana – Estás a ver?! Isso que acabaste de dizer… Significa que gostas dela. Mas quem ama verdadeiramente, não desiste!
Zayn – Mas como é que eu posso ter desistido, se ainda nem sequer comecei a lutar por ela?
Mariana – Então, se queres ser feliz, é melhor começares a lutar por ela!
Zayn – Mas eu não a quero fazer sofrer.. Não lhe quero dar falsas esperanças, percebes?
Encostei a minha cabeça ao ombro dele, estava a ficar cansada e já deviam ser por volta das 2 da manhã…
Mariana – Como eu te percebo…
Não aguentei mais e acabei por adormecer. Ouvi algumas vozes mas não liguei.

(Harry) Zayn e Mariana já estavam a conversar lá fora há muito tempo. O que me estava a deixar preocupado. Levantei-me decidido a ir ver o que se estava a passar.
Liam – Onde vais?
Harry – Vou lá fora, ver se está tudo bem.
Louis – Pois, pois… Tens mesmo a certeza que é para ver se está tudo bem?
Todos se riram, mas eu não achei piada nenhuma.
Niall – Porque não admites?
Harry – Porque não admito o quê?
Louis – Que a amas!
Até que Zayn entrou na sala com a Mariana ao colo.
Harry – Que se passou?!
Zayn – ahah, nada. Shiiuu! Ela está a dormir, tonto. Vou levá-la lá para cima.
Harry – Não, deixa estar eu levo-a!
Liam – Ohhh, que fofinho!
Voltaram-se todos a rir. Pousei a Mariana no sofá, por um bocado, delicadamente.
Harry – Importam-se de parar com isso?
Louis – Porque não lhe dizes?
Sentei-me no sofá ao pé dela. Ela deve-me ter sentido ali e pensado que era almofada ou coisa do género, porque me começou a puxar e acabou por pousar a cabeça dela nas minhas pernas. Acariciei-lhe a cara e depois comecei a fazer-lhe longas festas, no seu cabelo.

(Mariana) Senti alguém a sentar-se ali e percebi que era Harry. Acho que se estava para levantar, mas não podia deixá-lo ir embora, por isso decidi chegar a minha cabeça para junto dele, e pousa-la nas suas pernas. Pensei abrir os olhos, mas podiam pensar que eu estava a ouvir. Sabia que era má educação fazê-lo mas,… tinha que saber o que ele sentia por mim… tinha que saber o que ele ia dizer.
(…)
Louis – Porque não lhe dizes?
Harry demorou algum tempo a responder, enquanto se entretinha a acariciar-me o cabelo.
Harry – Porque eu não a quero perder!
Zayn – Perder?! E se ela te amar também?
Harry – Não a queres acordar?! Fala mais alto, vá!
Liam – Estás a fugir à questão.
Harry – Eu não a quero meter sob esta pressão toda! E ela é mais nova que eu!
Niall – E é só por isso?
Harry – Se eu lhe disser que gosto dela ela nunca mais olhara para mim, nem como amigo…

Acabei por adormecer, não consegui ouvir mais nada e acho que se deveu ao facto de Harry, me estar a fazer aquelas caricias todas. Mas, com certeza, deveria ter estado a sonhar, pois, o Harry, nunca se apaixonaria por mim… Iriamos ser apenas melhores amigos… E nada mais… Mas pelo menos, era melhor que nada... Poderia sempre contar, com os seus beijos, os seus abraços, TUDO aquilo que um amigo ou melhoramigo dá...

P.S.: Sei que não escrevo há algum tempo :$$ Mil e uma desculpas... Quero comments, siim? *-*
Obrigada <3

quinta-feira, 22 de março de 2012

Desafio :)

Oláa, vou fazer este desafio que me foi proposto pela ASilva (; Obrigada!
No que consiste o desafio?
1. Escrever 11 factos aleatórios sobre nós próprios
2. Responder às perguntas que foram propostas e criar 11 novas perguntas para as próximas pessoas.
3. Escolher as próximas pessoas e colocar o link
4. Ir à página delas e dizer que lhes foi proposto este desafio
5. Nada de Tags de volta
6. Postar o conjunto de informações relativamente ao que o desafio consiste.


11 factos sobre mim:
1. Ando no 8º ano.
2. Uso aparelho.
3. Tenho os melhores amigos do MUNDO *-*
4. O meu sonho é ir estudar e viver para Londres ^^
5.Toco guitarra eletrica, piano, viola e clarinete... Também gostava de aprender a tocar violino ^^
6. Preocupo-me muito com as pessoas, mesmo com as que não conheço.
7. Já sofri bastante (sentimentalmente)
8. Escrevi 3 livros. (Só as pessoas mais chegadas a mim é que os leram).
9. Sou envergonhada :$
10.AMO conhecer pessoas novas.
11.  Amo escrever, ir ao cinema e sair com os meus amigos *-*



Perguntas:







-Verão ou Inverno?
 Verão!

-Olhos verdes ou olhos azuis?

Verdes *-*

-Cor preferida?
Rosa e azul.

-Facebook ou Twitter?
Ambos..

- Quem é a pessoa mais importante para ti?
Tantas... Familia e amigos(Ana, Carolina, Joana, Eunice, Tomás, Gustavo, Pedro, Mónica, Claudia,...)

-Se pudesses salvar alguém,quem escolherias?
Sei lá... Os meus amigos ou a minha familia..

- Ídolo?
One Direction e Kelly Clarckson..

- Acreditas no amor à 1º vista?
Sim :$

-Por quem davas a tua vida?
Family and Friends. :)

-Preto ou branco?
Preto

-O que é que achas do blog Be Happy?
AMO *-*
 
As minhas perguntas:
Quem te marcou mesmo muito na tua vida?
Irmaos/irmas?
Desporto favorito?
O que odeias?
O que amas?
Vicio?
Pessoa que nunca queres perder?
Um medo?
Que gostas de fazer nos tempos livres?
Com quem gostas de estar?
Qual o teu Sonho?
Se pudesses escolher entre Londres e Paris, qual escolherias?
Porquê?

Pessoas a quem faço o desafio:
Paynezinha
sofi
OneDirection <3
Black rose
One D Forever
Lili
One Direction 1 D <3







segunda-feira, 19 de março de 2012

Capitulo 8*

Capítulo 8*
(…)
Mariana – Vou-me deitar, Charlotte, vens?
Charlotte – Hum-hum, claro!
Harry – Já? Não ficam mais um pouco connosco?
... Mariana – ah :$ Não, estamos cansadas, desculpem. Tenho que ir arrumar umas coisas ainda e…
Charlotte – Pronto, basicamente é ‘estamos cansadas’. Agora já podemos ir?
Charlotte estava triste e mal. O que se passaria?
Mariana – Sim, claro! (Dirigi-me aos rapazes) Adeus!
Todos – Adeus!
Harry – Dorme bem!
Limitei-me a olhar para Harry e a sorrir, foi a única coisa que consegui fazer…

(Charlotte)
(...) Quando Mariana disse que se ia deitar, aceitei logo. Não iria ficar ali sozinha com os rapazes, muito menos depois daquilo que se tinha passado hoje. Só me apetecia desaparecer e nunca mais voltar. Mas espera, vocês não sabem, o que se passou, neh?
As memórias desta tarde, vieram-me à cabeça. Mas os meus pensamentos, foram interrompidos por Mariana.

Mariana – O que se passa? Estás no mundo da Lua!
Charlotte – Preferia estar em Mercúrio, pelo menos ardia de uma só vez, e acabava logo com este sofrimento.
Mariana – Credo! O que aconteceu?
Charlotte – Eu e o Zayn… beijámo-nos.
Mariana – o que? ahah, OMC! Devias estar feliz e não assim, triste!
Charlotte – Sim, mas ele parou o beijo e disse apenas . ‘Não pode ser!’’. E depois bazou, sem me dar uma única explicação.
Mariana – O quê?! Pelo menos, tiveste a coragem de lhe beijar.
Charlotte – O quê? Achas? Ele é que me beijou! Mais valia nem o ter feito.
A minha cara ficou inundada de lágrimas.

(Mariana)
Realmente, quando estava na sala, Zayn estava muito sossegado e notava-se que não estava bem. Fartou-se de olhar para Charlotte, mas esta nunca o olhara, nem uma única vez. Zayn também estava a sofrer, mas então, pq afastara Charlotte?
Os meus pensamentos foram interrompidos por alguém a bater a porta.

xxx- Ainda estão acordadas?

Conseguimos distinguir a voz na perfeição. Charlotte saltou para a cama, tapou-se e disse-me baixinho:
Charlotte – Se ele quiser falar comigo, estou a dormir.
Mariana .- Charlotte!
Charlotte – Charlotte, nada!

Fui abrir-lhe a porta.
Mariana – hey, que se passa?
Zayn – A Charlotte, está acordada?
Mariana – Não, ela está a dormir. É melhor não a acordares.
Zayn – Hum ok. Diz-lhe assim que ela acordar que que eu preciso de falar com ela, sff.
Mariana – Está bem, eu digo-lhe!
Zayn fez-me um sorriso, mas notei, que não era o seu sorriso. Aquele era forçado. Ele estava tão em baixo e não aguentava vê-lo assim.

Mariana – Zayn! Espera…


(Charlotte)

O que é que ela estava a fazer?
‘’Conversa entre Mariana e Zayn’’
Mariana – Vais para a sala?
Zayn – Sim, porquê?
Mariana – Eu já lá vou ter contigo!
Zayn – Está bem!

Mariana, fechou a porta e eu sai da cama.
Charlotte – Obrigada!
Mariana – De nada! Eu já venho.
Charlotte – O que vais fazer?
Mariana – Tem calma, preciso de falar com ele sobre uma coisa! Não é nada de especial.
Charlotte – Okayy!

(Zayn)
A espera estava a ser impaciente. O que queria Mariana, falar comigo? Seria sobre Charlotte? Porque estaria ela a demorar? E como estaria Charlotte?
‘Pára de pensar nela! PÁRA! Que inferno’
Os rapazes aperceberam-se de que algo se passava.
Niall – Hey! Tudo bem?
Zayn – Ahn? Sim, puto. Não te preocupes.
Liam – Que se passa?
Zayn – Nada!
Harry – Estás a mentir-nos!
Louis – É alguma coisa grave?
Até que apareceu Mariana. Deixei de responder aos rapazes, limitei-me a fixar o olhar em Mariana.
Mariana – podemos falar?
Consenti, com a cabeça. Segui Mariana até á rua…

quero opiniões *-* <3

 

Capítulo 7*

Capítulo 7*

Charlotte – Co… Como é que tu conseguiste?
Mariana – Como é que eu consegui o quê?
Louis- Ela nunca quer comer a papa, nós passamos por volta de 20 minutos, para lhe espetar a 1ª colher e tu em menos de 2 segundos já lhe meteste 2 na boca, e o mais esquisito é que ela não reclamou contigo, pelo contrário…
... Mariana – Bem, mas já lhe tentaram dar a comida, sem seres tu ou a tua mãe?
Zayn – Nós todos já tentámos. Mas não deu em nada! Eu, o Liam, o Harry, o Niall, a Lottie, todos! Mas com o Niall, não deu lá muito bom resultado!
Niall – Óh, o que é queres?! A minha barriga já estava a dar horas!
Harry – Como sempre!
Mariana – Espera! Ele comeu a papa?
Liam- E se tivesse sido só a papa, estávamos nós bem.

Todos nos começámos a rir, mas fomos interrompidos por Phoebe.
Phoebe-Mais!!
Mariana – Mais?! Mais papa?
Phoebe – Sim!
Continuei a dar-lhe a papa na boca. O Harry aproximou-se de mim.
Harry – Bem, ela gosta mesmo de ti! Parece que tens jeito com as crianças.
Mariana – Bem, faço o meu melhor. Eu adoro crianças!
Harry – No estúdio não deu para falar muito bem!
Mariana – Pois!
Harry – E eu queria saber se tu querias…
Phoebe (alto) – NAMORADOS?!
Todos olharam para mim e para Harry! Fiquei simplesmente, bastante envergonhada!
Mariana – Não, Phoebe… (mas fui interrompida por Harry)
Harry – Por enquanto, ainda somos só amigos!
Só amigos?! Por enquanto?! Onde é que ele queria chegar com aquilo?! …
Acabámos de jantar e a seguir fomos sair com os rapazes. (Eu e Charlotte) Eles iam dar um concerto, num bar ali perto.
(…) Os dias iam passando e eu e Charlotte tornamo-nos bastante chegadas. A minha relação com os rapazes, era excelente. Eu era a irmã mais nova da banda e a melhoramiga deles! Mas não sei porquê, era mais chegada a Harry. Eu estava sempre lá para se os rapazes precisassem de algo, e sei que eles também estariam lá para mim. Devia-lhes ter contado a verdade!
Sempre que estava com Harry, ficava muito nervosa e não sabia bem o porquê, do tal nervosismo! Com ele sentia-me segura e protegida. Não é que não mê sentisse com os outros rapazes, mas… com ele tudo era diferente!
 
Comentem e obrigada por tudo :') <3

Capitulo 6*

Capítulo 6*

(..) O meu coração batia num batimento acelerado… Como podia ele ser tão perfeito?! Entramos na sala de jantar e lá estava ele, com aquele seu sorriso perfeito. Notou que nós entrámos e ele olhou para mim. Os nossos olhares ficaram fixados um no outro.
Mariana- Charlotte?! Charlotte?!
Charlotte – ahn?! Desculpa, estava distraída. (Desviei o olhar de Zayn e olhei para ela)
... Mariana – Ahah, isso sei eu! Não é o Niall, e o Louis como é óbvio está fora de questão!
Charlotte – pois, mesmo!
Niall – Não sou eu que quê?!
Charlotte – Anh?! Que… que… que…
Exstava muito nervosa e isso estava a notar-se e muito…
Mariana – Nada. Ela estava a dizer que eu ficava aqui e que ela ia para ao pe do Zayn.
Arregalei-lhe os olhos.
Mariana – O que foi? Tinha que inventar alguma coisa! :s OH MY CARROT, é ele! É o Zayn!
Charlotte – shiuu! Sim, é ele. Mas não seremos mais que amigos, amigos chegados. :x Mas agora cala-te. Estão todos a olhar para nós!
Liam – Que se passa?
Charlotte – Nada! Estávamos só a ver os lugares.
Mariana- É os lugares. (Dei-lhe uma cotovelada e ela sorriu.)
(Mariana)

Charlotte gostava de Zayn! :D Mas eles eram tão diferentes, mas bem, sempre ouvi dizer: ‘Os opostos atraem-se’.
Mãe de Louis – Lottie, vais para ali para ao pé do Zayn e a Mariana pode ficar aqui!
Charlotte começou a ficar nervosa.
Charlotte – O quê?! Porquê?! Este é o meu lugar!!
Mãe de Louis – Quando as tuas amigas vem ca tu não te importas com os lugares!
Charlotte – Sim, mas isso era d’antes.
Mãe de Louis – Então e agora também pode ser! A Phoebe quer ficar ao pé dela, por isso não tens escolha!
Charlotte estava cada vez mais nervosa.
Mariana – Não faz mal, senhora Tomlinson. Eu não me importo com os lugares.
Phoebe – Mama, eu quero que ela fique ao pé de mim!
Não resisti e peguei-a ao colo. Era tão linda e tão fofinha. Tinha a quem sair… Ela estava ao meu colo, com os braços cruzados e amuada. Eu estava em pé.
Mariana – Que se passa?
Pjoebe – Quero ficar ao pé de ti!
Mãe de Louis – Phoebe! Deixa a Mariana. Ela não tem a tua idade. Vamos comer a papa?
Phoebe – Não! (Escondeu a sua cara no meio dos meus cabelos e pousou-a no meu ombro.)
Mãe de Louis- Ela nunca quer comer a papa! Está sempre uma eternidade para a comer.
Louis – Vá, Phoebe. Vamos lá a sair do colinho. Já não és nenhuma bébe!
Estava para a tirar do meu colo, mas não o deixei.
Mariaan – Deixa estar! Eu não me importo ;)
Lancei um sorriso a Phoebe e ela retribuiu-me. Sentei-me no lugar dela e sentei-a ao meu colo de lado.
Mariana – Vamos comer a papa?
Phoebe – Sim! (disse isto toda feliz da vida).
Comecei a dar-lhe a papa na boca. Ela sorriu-me. Que sorriso mais lindo! Quando reparei estavam todos a olhar para mim.
Mariana – Que foi?! Que se passa? Fiz alguma coisa de mal?
Charlotte – Como é que tu…?

Capítulo 5*

Capítulo 5

(Mariana)
Subimos escadas acima. Desfiz a ‘mala’.
Charlotte – Toma! (Disse dando-me peças de roupa)
... Mariana – O que é isso?
Charlotte – É roupa!
Mariana- Sim, mas não é preciso! Eu tenho algumas roupas e por agora serve!
Charlotte- Mas ninguém disse que tinhas escolha!
Mariana – Pronto, está bem!
Peguei nas peças de roupa e sentei-me na beira da cama.
Mariano - Isto não é justo! (murmurei)
Charlotte- O que é que não é justo?
Mariana- Vocês estão a fazer tanto por mim e eu não tenho nada para dar em troca.
Charlotte sentou-se ao pé de mim e agarrou na minha mão.
Charlotte – Hey! Tu não tens que dar nada em troca! Eu compreendo a tua situação e se fosse ao contrário, também gostarias que me ajudassem.
Ela sorriu-me e com aquele sorriso tão doce, era impossível não lho retribuir, por isso, sorri! Ficámos ali a tarde toda a conversar. A contar piadas, segredos e… a falar sobre rapazes. Quando finalmente ganhei coragem para lhe contar a verdade! Achei que ela a merecia saber…
Mariana – Charlotte, eu… (mas fui interrompida)
Louis- Hey! Voltámos é para ir jantar!
Charlotte – Já vamos!
Louis – Mas já estão todos à espera.
Charlotte- Todos?! Mas todos quem?
Louis- Os rapazes também cá estão! Porquê?!


(Charlotte)

Charlotte – Ah por nada! Esquece. (Virei-me para Mariana) Querias dizer-me alguma coisa, não era?
Mariana – Ah, depois falamos!
Charlotte – (virei-me para Louis) Preciso de falar com ela! Já lá vamos ter.
Louis – Okayy! Uma só tarde e já teem segredos. Raparigas!!!
Louis piscou o olho a Mariana, que lhe retribuo com um grande sorriso. Empurrei-o para fora do quarto e fechei-lhe quase a porta na cara.
Mariana- Porque estás tão nervosa? O que se passa?
Charlotte – Nota-se assim tanto?
Mariana – Tipo, nota-se! E muito!
Olhei para Mariana e corei. Ela percebeu tudo.
Mariana – Oh Meu Deus! Tu gostas DELE! Espera aí, mas qual deles? O.o
Charlotte – Shiu! Fala baixo. Prometes não contar a ninguém?
Mariana – Claro que prometo.
Charlotte – É do…. (fui interrompida)
Desta vez foi Niall que entrou no quarto.
Niall – O teu irmão disse-me para vos vir chamar!
Charlotte – Pronto, está bem! Vamos lá então.
Mariana – Então?!
Charlotte – Depois conto-te! Ou melhor, vou deixar que tu descubras...
Descemos e dirigimo-nos para a sala de jantar. O meu coração batia, num batimento acelerado. Até que dei de caras com a sua perfeição. Os nossos olhos encontraram-se. Ele estava a sorrir. Como eu gostava daquele sorriso que era perfeito…

Capítulo 4*

Capítulo 4*

(Mariana)
Mariana- … Ah, tens a certeza que…? (mas Louis nem me deixou acabar de falar porque sabia exactamente o que eu iria perguntar)
Louis – Sim! Tenho a certeza!
... Mariana – Desculpa, estar sempre a perguntar isto, mas odeio sentir-me a mais. E aposto que deves estar a pensar que sou uma chata.
Louis (a rir-se) – Não estás nada a ser uma chata. Preocupaste é muito. Tem calma, não stresses!
Mariana – Tens razão. Obrigada pelo conselho, … acho.
Começámo-nos os 2 a rir. Iamos tão entretidos a conversar que eu não reparei que tínhamos chegado. Louis tirou a minha mochila da mala. Saí do carro e tirei-lhe a minha mochila.
Mariana- Obrigada, mas eu consigo levar as minhas próprias coisas. (brinquei)
Louis – Já nem se pode ser cavalheiro?
Mariana- Está dito! Eu levo, não está nada pesada!
Louis – Pronto, está bem! Então vamos lá.
Ele começou a andar e eu segui-o. Ele tirou as chaves e …

(Louis)
Eu tirei as chaves e abri a porta. Olhei para trás para ver como ela estava. No caminho quase nunca abrira a boca. Era uma rapariga simpática mas muito misteriosa. Fechei a porta.
Louis – Mãe?! Charlotte?!
Mãe de Louis –Estou na cozinha.
Louis - Anda! (dirigi-me a Mariana) podes ficar aqui na sala enquanto eu vou à cozinha falar com a minha mãe, está bem?
Mariana – Okayy, está bem !
Louis – Ficas bem?
Mariana – Sim, claro que fico. O que é que me pode acontecer?
Louis (ri-me) – Pois, realmente. Já volto !
Mariana – Está bem.
(Mariana)
Louis foi à cozinha falar com a mãe. A conversa não durou muito tempo porque passado um bocado consegui ouvir passos e quando me virei para trás a mãe dele já ali estava e correu a abraçar-me.
Mãe do Louis – Eu percebo, minha filha! Ninguém gosta de orfanatos. Todos merecem ter uma família. É como se a casa fosse tua!
Mariana – Obrigada!
Foi a única coisa que eu consegui pronunciar. Simplesmente não tinha palavras. A mãe dele tinha sido tão querida e simpática comigo, sem me conhecer de lado nenhum. Senti-me tão mal, por lhes estar a mentir, mas também, ninguém podia saber a verdade! Ninguém, … só eu!
Os meus pensamentos foram interrompidos pela entrada de uma rapariga na sala.
Georgia– És a nova namorada de algum deles?! (disse ironicamente)
Mãe de Louis (chamando-a à atenção) – Georgia!!!
Louis (sussurrou-me ao ouvido) – Aquela é a Georgia, a minha meia-irmã. Ela às vezes tem umas atitudes um bocado parvas.
Ia para lhe responder mas fui interrompida por uma rapariga com longos cabelos louros.
Charlotte – Não lhe ligues! Eu sou a Charlotte, mas se preferires podes tratar-me por Lottie.
Mariana – Ah! Olá. Eu sou a Mariana.
Louis – Charlotte, importaste que a Mariana fique a dormir no teu quarto?
Charlotte – O quê?! Claro que não. Anda! Vamos arrumar as coisas.
Louis- Acho que se vão dar bem! Eu e os rapazes vimos cá para casa logo! Por isso, até já!
Mariana – Eu também! Está bem !Até logo.
Charlotte puxou-me pela mão e subimos escadas acima até ao quarto dela…

----> Comentem e digam o que acham *-*

 

sexta-feira, 2 de março de 2012

Capítulo 3*


Louis – Acho que tive uma ideia… E se tu ficasses em minha casa? Tenho irmãs que devem ter mais ou menos a tua idade ;)

Mariana – Ah, não sei. Não quero incomodar.

Louis – Mas não incomodas, a sério! Até seria um prazer.

Mariana – Tens a certeza?

Zayn (Abraçando Louis) – Ele tem sempre a certeza.

Harry lançou um olhar devorador a Zayn.

Harry – Ele é meu!

Todos nos começámos a rir.

Louis – Então, isso quer dizer, que aceitas? (Mais parecia que ele estava a suplicar e, aquela ideia até era boa, para não dizer que que era como um sonho)

Mariana- Bem, … Sim, aceito.

Niall – Ok J Agora temos que nos dividir porque somos 6 e não cabemos todos no mesmo carro.

Louis- Só se eu a for meter a casa. Com certeza deve estar cansada, não?!

Mariana – Hum, hum. Por mim tudo bem.

Liam – Então depois encontramo-nos!

Zayn – Yah! Pode ser! Depois ligamos-te ou mandamos sms a dizer onde estamos para vires ter connosco, ta?

Louis – Ok, na boa. (Depois, dirigindo-se a mim) Vamos?

Mariana – Ah, sim! Adeus ;)

Todos – Adeus !

 (…)

(Mariana)

O caminho foi um pouco mais longo do que aquilo que esperava. Fomo o caminho praticamente todo em silêncio. Não sabia do que haveria de falar e aquele silêncio estava a ser infernal, e um pouco constrangedor… Deu para pensar em algumas coisas. Aquilo que estava a viver, era um sonho! Mas não era um dos melhores, porque de repente, a minha mente foi sobressaltada, por a imagem da minha família e essa era única parte que eu não estava a gostar. De ter fugido, mas nem sempre tudo pode ser bom e se eles estiverem bem, eu também estou… Mas para parar de pensar nestas malditas coisas e memórias, fui eu que quebrei o silêncio.

Mariana - …

P.S.: Desculpem, não ter publicado há mais tempo, mas tive um pequenino problema com o computador. Está pequenino este, mas segunda vou tentar compensar-vos *  Obrigada por tudo! Posso-vos pedir pelo menos, 2 comments, neste capítulo, a dizer o que estão a achar da fic* e a darem-me opinioes, sff? <3 Mariiana*

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Desculpem :'c

Hoje não vou conseguir publicar, infelizmente :'c  Tenho que estudar para o teste intermédio de matemática -.- bahhhh!!!!! Quarta - feira à tarde, prometo que posto, sem falta ;) Obrigada por tudo, queridas ;) Amo-vos :$
Mariiana *-*

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Capítulo 2*


Capítulo 2



(Louis)

Não conhecia aquela rapariga de lado nenhum, mas parecia ser simpática. Tive pena dela, por ver como o polícia a tratava. Porque teria ela mentido? O que se teria passado? Tinha que falar com ela. Tinha que saber pelo menos se ela estava bem, o que não parecia. Ela estava tão triste e eu não aguentei vê-la assim.



(Mariana)

Até que:

Louis – Espera! Tu és minha prima, não és? A minha mãe tinha-me dito que devias chegar hoje. Desculpa, mas como não te vejo há muito tempo, já não me lembrava bem de como é que tu eras. Claro que quando eramos crianças, brincámos muito, mas parece-me que estás diferente. E muito bonita. (Acrescentou ele.) O que me fez sorrir. Há muito que não sorria assim.



Policia – Isso é mesmo verdade, Louis?

Louis – Sim, a mais pura das verdades. (E virando-se para mim.) Desculpa, mais uma vez, não te estava mesmo a reconhecer, que raio de primo sou eu não é,… (Estava para dizer o meu nome, mas ‘’Ups!’’ ele não sabia o meu nome :s Por sorte, trazia um colar ao pescoço com o meu nome. Apontei para o colar)…Mariana?

Mariana – Ahah, não faz mal.

O policia acabou por largar-me. Pediu imensas desculpas, lamentando-se e dizia que não sabia. Depois, foi-se embora e deixou-nos sozinhos.

Tinha medo de olhar na cara dos rapazes, pois tinha medo das suas reaçoes e do que eles iriam dizer, por isso, antes que eles dissessem alguma coisa, intervi.

Mariana – Obrigada, a sério! Nem sei o que ele me fazia, se soubesse que eu não era tua prima! Muito obrigado. Nem sei como hei-de agradecer e… desculpem.

Louis – Não faz mal, mas…

Mariana – Mas…?

Niall – Porque mentiste?

O meu telemovel tocou.

Mariana – Desculpem, tenho só que atender. É rápido…

Fui falar ao telemóvel. Eram os meus pais…

(Chamada)

Mariana – Estou…?

Mãe Mariana – Mariana?! Filha? Como estás? Onde é que estás?

Mariana – Estou bem. Eu estou onde vou ficar e não há nada que possam fazer para me mudarem as ideias. Desculpem…

Mãe Mariana– Mas porquê, filha? O que se passou, para tu fugires?

Mariana – Não viste a carta?

Mãe Mariana – Sim, vi… mas…

Mariana – Aí está tudo explicado. Agora tenho que ir. Adeus.

Mãe Mariana – Mas, pelo menos, diz-me se estás bem ou se precisas de alguma coisa ou…

Mariana – Eu estou bem. Adeus.

(Harry)

Ela foi atender o telemóvel. Ansiava o momento que ela desligasse e não sabia porque o ansiava, só sei que o ansiava!  A chamada parecia estar a demorar uma eternidade e ela não falava inglês. Ela era de outra nacionalidade?! Podia ser de outro país ou então, era boa a línguas, mas bem, isso tinha que ser ela a contar-nos.

Harry – Será que ela é de cá?

Louis – Não sei. Ela fala bem inglês. Parece britânica. Mas está a falar, aquela língua estranha. Também pode ser de fora.

Zayn – Pois, realmente! Mas, não sei qual é a língua que ela está a falar.

Liam – Quem será? E de onde será? O que estará aqui a fazer?

Niall – Não sei. Só sei que tenho fome.

O que fez com que todos nos rissemos.



(Mariana)

(…)

Desliguei a chamada. Assim era melhor. Não queria que eles sofressem mais. Voltei para ao pé dos rapazes.

Mariana – Ah! Já sei! Querem saber porque menti, não foi? Bem, não tenho dinheiro para pagar acomodação e fugi de… do orfanato, quero dizer! Não gosto de lá estar, por isso quando me apanhou no estúdio e fez-me uma série de perguntas. (Contei-lhe o que se tinha passado, lá no estúdio.) E quando disse que me trazia até ao meu primo, confesso que fiquei com medo.

Liam – Então, isso quer dizer que não tens sitio onde ficar, não é?

Mariana – Sim, certo.

Zayn – Então e agora?

Niall – Nós podemos levar-te de volta para o orfanato de volta. Basta dizeres-me de onde és!

Mariana – O quê? Não! Eu não quero. Eu, eu…

Louis – Ok, ok. Tem calma. Nós não te levamos de volta para o orfanato. Eu até tenho uma ideia…

P.S.: Desculpem, por não ter publicado há mais tempo, mas só agora é que consegui. Está pequenino, mas tenho tido muito que fazer. Vou tentar publicar o 3º capitulo, o mais rapido possivel ;)  O que está a negrito é o que é falado em Português e o resto é como se fosse em Inglês.  Posso-vos pedir para deixarem comentários, a dar a vossa opinião, sff? Obrigada :)    Aqui está uma página que eu tenho no facebook, sobre eles  http://www.facebook.com/#!/pages/One-Direction-em-Portugal/159371934182551. ;) Vejam e deem a vossa opiniao :)
Mariiana*

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Os One Direction ganharam os Brits Awards!!! Estou tão feliz pelos nossos meninos :) Quem acompanhou em direto??? :)
Mariiana*

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Capítulo 1

Este é um livro, mas mais precisamente o meu livro. Onde tudo é possível. Onde eu posso criar e imaginar. Normalmente, todas as histórias começam por: “Era uma vez…”, mas bem, a minha não.

   *****
(Mariana)

   Tinha decidido fugir de casa. Era muita pressão e não sabia o que se andava a passar comigo. Levei as minhas poupanças e o dinheiro que tinha recebido nos anos e no Natal passado. Tinha falado com Carolina e com Ana e tinha-lhes contado. Tinha sido um momento triste aquele. Um momento de despedida.

   Mariana -Aqui eu não consigo ser feliz, percebem? Não consigo ser eu. Desculpem, mas tenho mesmo que ir. Eu prometo que vou ficar bem e quando o ficar eu volto. Preciso de tempo para pensar… para pensar em tudo!

   Ana – Desculpa, mas não posso perceber. Como é que queres que nós compreendamos? Vais-nos deixar! Já pensaste em como vão ficar os teus pais?

   Mariana – Desculpem, a sério! Achas que eu também queria isto? Eu vou-me embora é para eles não sofrerem mais. Para acalmar as coisas.

   Carolina (abraçando-me) – Não vás por favor! Não me deixes.

   Mariana (retribuindo o abraço) – Desculpa. Mas não vou mudar de ideias.

   Ana – Quando é que te vais embora?

   Mariana – Amanhã!

   Carolina – Já?! Não podes ficar mais uns tempos? Nem que seja só uma semana?

   Mariana – Quanto mais cedo melhor.

   Ana – Só se for para ti! Porque para mim e para a Carolina não é melhor. Já te despediste de mais alguém?

   Mariana – Só de mais 2 pessoas. Sabem bem que não gosto de despedidas. E quantos mais soubessem, pior eu ficava e não sei se chegaria a ir-me mesmo embora, por isso…

   Carolina (com as lágrimas nos olhos) – Podemos saber pelo menos, para onde vais?

   Mariana (tentando não chorar) – Para longe, muito longe!

   Ana – Não te vamos conseguir mudar de ideias pois não?

Acenei-lhe que não com a cabeça, lentamente.

Mas por fim, uma lágrima cedeu. Ficámos ali, durante um tempo, apenas em silêncio. Um silêncio infernal. Acabei por ir para casa.

*****

(No dia seguinte)

Arrumei as minhas coisas, peguei no dinheiro e fui-me embora, antes que os meus pais chegassem a casa. Com uma lágrima no olho, fechei a porta. Acabara de deixar o meu ninho, o meu Mundo! Várias lágrimas caíram. Umas atrás de outras. Fora-me embora porque não queria causar sofrimento aos meus pais, eu podia sofrer, conseguia viver com isso! Mas os meus pais?! Os meus pais não! Faria qualquer coisa para os ver felizes.

Deixei Portugal e rumei a Inglaterra. Safava-me bem com a língua e, além disso ali ninguém me iria procurar.

   Fui dar uma volta, tirei a carteira e o dinheiro e fui comprar qualquer coisa para comer. Estava esfomeada!

   Depois de comer fui dar uma volta, para ver onde iria dormir. Passei ao lado de um ‘’estúdio’’ e se não o era pelo menos parecia. Como não vi ninguém por lá, decidi entrar. Se ficasse ali, não teria que gastar dinheiro com a acomodação.

   Entrei e fiquei a olhar, admirada, a toda a minha volta. Woow! Era tão grande, mas estava tudo completamente vazio, o que fazia com que parecesse maior ainda.

   De repente, entra um policia. Assusto-me e dou um salto para trás. O policia agarrou-me.

Policia(com um ar assustador e de poucos amigos) – Quem és tu?

Mariana (muito nervosa) – Olá. Sou a Mariana, eu sei que não devia estar aqui, nem devia ter entrado sequer, mas estava à procura de um primo. Mas bem, parece que ele não está aqui, por isso já estou de saída.

Tinha dito aquilo tão rápido, devido ao facto de estar nervosa, que com certeza, o policia não percebeu quase nada. Tentei escapulir-me mas ele agarrou-me pelo braço.

Polícia – Não vais a lado nenhum! (Agora agarrava-me com cada vez mais força o braço.) Quem é o teu primo?

O estúdio tinha uma janela e do lado de fora apareciam aqueles anúncios em ‘grandes televisões’ e por acaso naquela altura, estava a passar sobre os ‘One Direction’.

Sem pensar, respondi logo.

Mariana – Louis Tomlinson! É meu primo e eu pensei que eles estivessem a gravar aqui hoje.

Polícia - A sério? Bem, então enganaste-te no estúdio. Eles estão a gravar aqui perto. Deixa-me levar-te lá.

O quê?! Oh My God! Eles estavam a gravar ali perto! Eu não podia ir com o polícia.

Mariana – Ah! Pois, que cabeça a minha! Não é preciso, eu consigo ir sozinha, deixe estar.

Mas, porém, o polícia não me largava o braço.

Policia – Não! Eu insisto. Vem comigo e não se fala mais nisso. (Disse isto enquanto me levava pelo braço)

   Ia passar por mentirosa e aldrabona à frente da minha banda favorita, o que me deixou muito nervosa.

   O meu telemóvel tocou várias vezes ao longo do caminho, mas eu preferi não atender. Era preferível, assim. O carro parou. Já tínhamos chegado. Era realmente perto dali, visto que em 2 minutos já lá estávamos.

   O medo ia sendo cada vez maior. O policia lá resolveu voltar a agarrar-me pelo braço. Devia ter medo que eu fugisse ou coisa parecida, acho que não acreditou muito naquilo que eu lhe tinha dito.

   Entrámos pelo estúdio adentro. Ouviram-se vozes mas não conseguia perceber o que eles diziam, pois o batimento do meu coração era cada vez mais forte, cada vez mais intenso. Era tão veloz. Nunca pensei que um coração pudesse bater daquela maneira.

   Fomos para uma sala e ao fundo, bem ao fundo, porque a sala era enorme, lá estavam eles. Nunca pensei que alguma vez os fosse ver porque era praticamente impossível e agora eles estavam ali! Ali mesmo! Senti as minhas pernas a ficarem fracas. Não podia cair. Mas bem, era o que me apetecia. O policia chamou-os. Eles olharam e eu fiquei envergonhada e com medo, por isso baixei a cabeça. Eles aproximavam-se. Sentia os passos cada vez mais perto de mim, até que…pararam. Estavam mesmo ao pé de mim! Deixei cair uma lágrima. Harry notou. Passou a mão pela minha cara, limpou-a e levantou-me a cabeça. Perguntou-me porque chorava, mas não fui capaz de responder, limitei-me a olhar para Louis.

Policia – Não conheces esta rapariga de algum lado?

Louis – Não, acho que não porquê?

   Outra lágrima escorreu-me pelos olhos. Desta vez quem ma limpou foi o Louis.

Louis (vendo a forma como o policia me agarrava, com cada vez mais força, interveio) – Quer dizer, acho que és amiga da minha irmã, talvez, não?

O polícia mostrou um sorriso irónico. “Com que então, primo não era? Não te devias ter metido comigo!” – Sussurrou-me ao ouvido. Começou a arrastar-me pelo braço. Soltei um ‘’ai’’ e um ‘’Está a magoar-me’’. Não se importando com o que eu estava a dizer, agarrou-me com cada vez mais força.

   A única coisa que consegui e que fui capaz de dizer aos rapazes foi um simples “Desculpem”!

  Tinha perdido as esperanças, mas se pensarmos bem, nunca as tive! Que ideia aquela, de ter dito que o Louis era meu primo! Até que…

Olá, olá :) Como vou sair e tinha prometido que publicava hoje, aqui está. Não está grande coisa, mas amanhã publico o 2º capítulo se conseguir :)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Sobre o Blog

Olá :) Criei este blog para meter as minhas fic's, que envolvem os One Direction xD Espero que gostem ;)

Mariiana *-*