Número total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Namoradoo :$

Bem, só para veres que eu não tenho medo nem vergonha de dizer que te amo, a quem quer que seja (: És mesmo muito importante e sem ti, não sei o que seria +.+
Amo-te mais que tudo e todos :$
[Agora tenho 7 rapazes na minha vida 'o' (1D, paii e namoradooo)]
És perfeito, sabias ? *o*
Amo-tee +.+
Nuno Rodrigues <3

Capítulo 12*

(Harry)
(…)
Uma lágrima escorreu pela cara de Mariana.
Harry – Voltas, não voltas? (Quebrei o abraço).
Mariana – Harry, eu… Não sei quando vou voltar… Vou voltar, sim, mas acho que até lá, vai demorar um longo tempo e eu não me imagino sem vocês… Tanto tempo sem vos ver… (outra lágrima escorreu pela sua cara).
Limpei-lhe as lágrimas e levantei-lhe a cabeça. Fixei-me na perfeição dos seu olhar…
Harry – Hey, vai ficar tudo bem! Ninguém nos vai separar! Eu farei de tudo para te ver, aliás,… NÓS faremos de tudo para te vermos. Nem que tenhamos que ir a Portugal! (Sorri-lhe)
Ela retribuiu-me o sorriso e começámos na brincadeira.
Mariana - Vocês em Portugal?! Só se derem um concerto, senão fico chateada! (Fingiu que amuou).
Harry – Oh, pronto. A minha bébé vai ficar amuada é? (Abracei-a)
Mariana não aguentou e começou-se a rir.
Harry – Mas olha que até era uma boa ideia !
Começámos a ouvir uma discussão e as vozes que mais se realçavam era a de Louis, Charlotte e Zayn. Que se passaria?

(Mariana)

Fomos a correr para dentro. Louis e Zayn, estavam a discutir. Charlotte estava a chorar e a pedir para Louis parar. Estava a defender Zayn…
Mariana – Oh, não!
Harry – O que foi?! O que se passa?
Meti-me no meio deles.
Mariana – hey, hey! O que se passou?
Louis – Porque não lhe perguntas antes a ele? Pode ser que pelo menos a ti admita!
Zayn – Nós não estávamos a fazer nada de mal! Não se passou nada!
Louis (exaltado) – Mas tu pensas que eu sou burro?
Charlotte – Louis! Pára. Pára com isso!
Louis – Nada?! Então estavam no quarto a fazer o quê?
Eles estavam no quarto?!
Mariana – Pára com isso, Louis! Olha a tua irmã! Eu pedi-lhes para eles me fazerem um favor!
Louis – Não os tentes defender!
Charlotte – Já chega! Não se passou nada, para de inventar!
Mariana – Tu viste alguma coisa? (Dirigi-me a Louis).
Louis – Não, mas se eu não tivesse chegado naquele momento veria!
Percebi que Louis, não vira nada, então tentei ajudá-los. Não queria mentir a Louis, mas não podia permitir que ficassem chateados.
Mariana – Tu não poderias ver nada, porque eles estavam simplesmente a tratar do meu voo.
Louis (dirigindo-se a Charlotte) – É verdade? Vocês estavam só a tratar do voo?
Charlotte – Sim, é!
Louis – Então porque não me disseram logo, se fosse só por causa do voo teriam-me dito…
Mariana- Pronto, fomos apanhados… Acho que é melhor contar a verdade… O meu voo foi adiado 2 dias. O Zayn e a Charlotte estavam apenas a tratar das coisas para a festa surpresa, que eu ia preparar.
Louis – Estás a dizer a verdade?
Mariana – Sim, estou…

O que estão a achar da fic? estão a gostar ou nem por isso ? :$ Continuo ou não continuo ? :|
Mariiana*

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Capítulo 11*

(…)
(Mariana)

 A outra mão deixou-a na minha cintura, puxava-me para mais perto dele e…
Beijou-me. Era como se o tempo tivesse parado e apenas nós dois ali estivéssemos, como se não existisse mais ninguém no Mundo. Queria afastá-lo, pedir-lhe para parar, mas não era isso que eu queria. Tentava afastá-lo com as mãos mas só o conseguia puxar ainda mais para mim. Ele quebrou o beijo.
Harry – Ahh….ah… bem é melhor voltarmos para dentro!
O quê?! Beijou-me e depois mudou logo de conversa, sem me dar uma única explicação e aquilo tinha-me doido bastante, lá dentro…
Mariana – O quê?!
Harry – O que se pas…
Mariana – É melhor irmos para dentro…
Harry – Mas…
Dirigi-me logo para a porta, uma lágrima escorreu-me mas logo a limpei para que Harry não notasse. Já estavam todos na sala.
Zayn – Vas’ Happenin’? (Disse isto, para nos tentar animar e deu resultado, pois todos nos rimos).
(…)
Estávamos todos na sala à noite. Até que Harry se aproxima de mim.
Harry – Podemos falar?´
Mariana – Hum Hum!
Ele pegou-me pela mão e conduziu-me ao jardim, onde tudo tinha acontecido…
Harry – Toma! (disse isto dando-me um relógio para meter ao pescoço)
Mariana – Óhh, Harry! É lindo! (Abracei-o) Obrigada.
Harry – Ah, eu queria falar contigo sobre o que se passou hoje de manhã…
Mariana – Não te preocupes. Não foi nada. Eu esqueço isso, na boa!

Não sei se conseguiria esquecer, mas tinha que tentar… Pelo Harry… Não queria estragar a nossa amizade. Ele era mesmo muito importante para mim. Não podia simplesmente, correr o risco de o perder. Preferia continuar com todos aqueles mimos que ele me dá como amigo do que não ter nada… Mas porque é que ele me beijou?!
*Pára de pensar nisso Mariana! Pára! Já não importa! Já passou… Mas aqueles lábios a tocarem nos meus… Pára Mariana! Já chega!* - Dizia-o a mim mesma na minha mente. Estava perdida nos meus pensamentos e não percebi o que ele disse a seguir…

(Harry)
Mariana – Não te preocupes! Não foi nada. Eu esqueço isso, na boa.
Harry(baixo) – Mas eu não quero que esqueças :$
Mariana – Ahn?! Diz! Desculpa, não ouvi…
Harry – Ah, nada! Esquece…
Tinha perdido a coragem.
Mariana – Tens a certeza?
Harry – Sim.
Abracei-a. Ela ainda nem se tinha ido embora e eu já sentia a falta dela.

Mariana – Vou sentir tanto a tua falta! De todos vocês…. Dos rapazes, da Charlotte, da Eleanor, da Danielle, das pequenas…
Harry – Nós também vamos sentir muito a tua falta…! Mas voltas.
Uma lágrima escorreu pela cara de Mariana.
Harry – Voltas, não voltas? (Quebrei o abraço).
Mariana – Harry, eu…

P.S.: O que acham que irá acontecer?! Irá Mariana, voltar para Portugal tão cedo ou irá cometer alguma loucura? No próximo capítulo alguém vai sair bastante magoado/a… E não é so psicologicamente… Espero que tenham gostado. Sei que está pequeno, mas amanhã compenso-vos! ♥ Obrigada por tudo :)
#Mariana

Capítulo 10*


 (Mariana)

 (…)
Estava-me a sentir estranha. Estou a ver qualquer coisa… alguém estava na cama, muito doente. Entrei no quarto e os meus pais estavam a chorar, ao lado da cama. Não conseguia olhar, para ver quem era a pessoa que estava na cama. Quando finalmente ganhei coragem para observar…
Mariana – Não! Não! Por favor!

(Charlotte)
Acordei sobressaltada, com alguém a gritar: Mariana! Levantei-me e fui a correr para a beira dela. Os rapazes não tardaram a entrar pelo quarto adentro.
Louis – Que se passa?
Harry começou a dar suaves palmadas para a acordar, enquanto que eu a abanava fortemente.
Mariana acordou.

(Mariana)
Acordei. Tinha sido só um sonho. Um sonho, não! Um pesadelo. Harry estava ali sentado a meu lado com Charlotte. Os outros rapazes continuavam em pé. Olhei para Harry e comecei a chorar desalmadamente. Harry abraçou-me.
Harry – Então? (Quebrou o abraço, mas não quebrou a ligação. Agarrou a minha mão e fazia-lhe longas festas com os seus dedos.)
Mariana – Eu tive um sonho… ou melhor, um pesadelo! Com … a minha irmã.
Niall – Com a tua irmã? Tens a certeza?
Mariana – Sim, com a minha irmã.
Zayn – A tua irmã está no orfanato ou foi adotada?
Mariana – Nem uma coisa nem outra.
Liam – Ela… Ela morreu?
Mariana – O quê?! Não! Eu tenho que vos contar uma coisa… No meu sonho a minha irmã estava doente. Muito doente, a chamar por mim… A verdade é que eu não fugi de um orfanato. Eu fugi de casa. Eu vivo com os meus pais e com a minha irmã, em Portugal…
Harry soltou-me a mão. Levantou-se e ficou em pé, sem dizer uma única palavra.
Louis – Então e agora?
Charlotte – O que vais fazer?
Mariana – Eu acho que vou voltar para Portugal. É o melhor. A minha família está a sofrer e não era isso que eu queria. Nunca foi. Tenho que fazer o mais acertado.
Harry deu um murro na secretária e saiu porta fora, disparado.
Mariana – Harry! (Gritei, indo atras dele).Não fujas! Desculpa ir-me assim embora, mas o que querias que eu fizesse? O que farias se fosse contigo?! (O meu choro era cada vez mais compulsivo).
Harry – Sei lá. Mas também porque é que vieste?! Mais valia teres lá ficado!
Aquelas palavras tinham doido, ferido o meu coração, como se por ele tivessem passado flechas. Não queria acreditar que ele tinha mesmo dito aquilo…
Harry virou-se e correu a abraçar-me.
Harry – Desculpa, desculpa! Que estupido! Isto deve estar a ser horroroso para ti e eu devia estar a apoiar-te e não a meter-te mais em baixo. Só estou a fazer com que tu sofras mais! Desculpa! Quando te vais embora?
Mariana – Não sei! Ainda tenho que comprar bilhete… e avisar os meus pais que vou voltar, que é para eles não sofrerem mais…
Harry – Então, vamos aproveitar o tempo o melhor possível. Não sei o que hei-de ser sem ti. A falta que me vais fazer…
Mariana – Vou ter saudades tuas! Dos rapazes, de Charlotte, da Eleanor, da Danielle, de toda a gente!
Harry sorriu-me e do nada, chegou-me para perto dele. Aquilo lembrou-me do que se passara há 2 noites atrás…’’Estivemos a ver filmes até tarde, de terror… Num fiquei assustada e cheguei mesmo a dar um salto. Todos se riram, como era obvio. Incluindo Harry. Continuámos a ver o filme. Harry pos o seu braço à volta do meu pescoço e chegou-me para perto dele. Pousei a cabeça no seu ombro e acabei por adormecer…’’As suas mãos pousaram no meu rosto corado. A mão dele fez-me uma festa na minha bochecha e depois, agarrou-me o pescoço. A outra mão deixou-a na minha cintura e puxava-me para mais perto dele e…

P.S.: O que acham que vai acontecer? Espero que estejam a gostar *-*
#Mariana

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Capítulo 9*


 (Mariana) Mariana – Zayn, aquilo que eu tenho que falar contigo é muito importante!
Zayn – Sobre o quê?
Mariana – Penso que deves imaginar…
Zayn – Charlotte?
Acenei-lhe que sim com a cabeça.
Mariana – Eu sei que não me devia meter e que não sou ninguém para o fazer, mas ela está a sofrer. A Charlotte é mesmo muito importante para mim, tal como tu. Eu sei o que se passou hoje À tarde. Para ela, aquilo não foi indiferente. Não sei se para ti o foi, mas também não preciso de saber. Só te peço que não a magoes…
Zayn – O quê? Claro que para mim aquilo não foi indiferente! Eu não sei o que se anda a passar comigo. Mas eu não estou apaixonado por ela… Não posso… Mas, nunca me senti assim antes. Se estou ao lado dela, tenho medo de fazer figura de parvo, quando um rapaz lhe começa a olhar ou começa a falar com ela, só me apetece … (Zayn, não conseguiu falar mais, estava mesmo triste)
Mariana – Então porque é que a afastas?
Zayn – Porque… o Louis, jamais o permitiria!
Mariana – Permitiria o quê?!
Zayn – Então o que?! O nosso namoro!
Mariana – Estás a ver?! Isso que acabaste de dizer… Significa que gostas dela. Mas quem ama verdadeiramente, não desiste!
Zayn – Mas como é que eu posso ter desistido, se ainda nem sequer comecei a lutar por ela?
Mariana – Então, se queres ser feliz, é melhor começares a lutar por ela!
Zayn – Mas eu não a quero fazer sofrer.. Não lhe quero dar falsas esperanças, percebes?
Encostei a minha cabeça ao ombro dele, estava a ficar cansada e já deviam ser por volta das 2 da manhã…
Mariana – Como eu te percebo…
Não aguentei mais e acabei por adormecer. Ouvi algumas vozes mas não liguei.

(Harry) Zayn e Mariana já estavam a conversar lá fora há muito tempo. O que me estava a deixar preocupado. Levantei-me decidido a ir ver o que se estava a passar.
Liam – Onde vais?
Harry – Vou lá fora, ver se está tudo bem.
Louis – Pois, pois… Tens mesmo a certeza que é para ver se está tudo bem?
Todos se riram, mas eu não achei piada nenhuma.
Niall – Porque não admites?
Harry – Porque não admito o quê?
Louis – Que a amas!
Até que Zayn entrou na sala com a Mariana ao colo.
Harry – Que se passou?!
Zayn – ahah, nada. Shiiuu! Ela está a dormir, tonto. Vou levá-la lá para cima.
Harry – Não, deixa estar eu levo-a!
Liam – Ohhh, que fofinho!
Voltaram-se todos a rir. Pousei a Mariana no sofá, por um bocado, delicadamente.
Harry – Importam-se de parar com isso?
Louis – Porque não lhe dizes?
Sentei-me no sofá ao pé dela. Ela deve-me ter sentido ali e pensado que era almofada ou coisa do género, porque me começou a puxar e acabou por pousar a cabeça dela nas minhas pernas. Acariciei-lhe a cara e depois comecei a fazer-lhe longas festas, no seu cabelo.

(Mariana) Senti alguém a sentar-se ali e percebi que era Harry. Acho que se estava para levantar, mas não podia deixá-lo ir embora, por isso decidi chegar a minha cabeça para junto dele, e pousa-la nas suas pernas. Pensei abrir os olhos, mas podiam pensar que eu estava a ouvir. Sabia que era má educação fazê-lo mas,… tinha que saber o que ele sentia por mim… tinha que saber o que ele ia dizer.
(…)
Louis – Porque não lhe dizes?
Harry demorou algum tempo a responder, enquanto se entretinha a acariciar-me o cabelo.
Harry – Porque eu não a quero perder!
Zayn – Perder?! E se ela te amar também?
Harry – Não a queres acordar?! Fala mais alto, vá!
Liam – Estás a fugir à questão.
Harry – Eu não a quero meter sob esta pressão toda! E ela é mais nova que eu!
Niall – E é só por isso?
Harry – Se eu lhe disser que gosto dela ela nunca mais olhara para mim, nem como amigo…

Acabei por adormecer, não consegui ouvir mais nada e acho que se deveu ao facto de Harry, me estar a fazer aquelas caricias todas. Mas, com certeza, deveria ter estado a sonhar, pois, o Harry, nunca se apaixonaria por mim… Iriamos ser apenas melhores amigos… E nada mais… Mas pelo menos, era melhor que nada... Poderia sempre contar, com os seus beijos, os seus abraços, TUDO aquilo que um amigo ou melhoramigo dá...

P.S.: Sei que não escrevo há algum tempo :$$ Mil e uma desculpas... Quero comments, siim? *-*
Obrigada <3